Terça-feira, 8 de Janeiro de 2008

Vamos reconstruir...

 

 

 

Existem milhares de histórias sobre a humanidade no âmbito das suas relações sentimentais.
Nos dias de hoje sinto-me à vontade para escrever que estas ligações, perigosas ou não, passam por três estágios: construção, destruição e reconstrução.
Formam-se, assim, as famílias monoparentais, as famílias completas e as novas famílias com filhos em comum ou não.
Não é sobre os estágios construção e destruição, que pretendo escrever…mas sim sobre a reconstrução.
A perda de auto estima, o sofrimento pós separação, o ressentimento de uma relação mal sucedida e a mágoa retardam, na maior parte das vezes, o inicio da reconstrução. Começa aqui a nossa grande batalha…
 E se me apaixonar novamente?
 Saberei amar de novo?
 Serei amada como desejo?
Amarei de mais? Serei sufocada pelo Amor?
È este impasse que nos trás o medo de reconstruir o que faz toda a diferença.
 A relações humanas são muito complexas! Até uma simples amizade nos pode conduzir ao medo, à imprudência de amar quem não devemos…
Mas o facto de recearmos as relações humanas, não podemos evitá-las nem tirá-las da nossa vida…elas acompanha-nos até ao final…
A razão pela qual estou aqui a escrever sobre este assunto tão complexo deve –se a um momento que alguém que me é próximo está a viver. Ela com vontade amar e ser amada…ele recusa-se a reconstruir! Incompatibilidades …
Pergunto a mim mesma se esta recusa tem haver com a capacidade de amar ou inexistência de amor suficiente e necessário para amar…
 
Sinceramente, quando uma pessoa ama de verdade é capaz de se adaptar às circunstâncias, ainda mais quando tem a certeza daquilo que deseja e daquilo que ambiciona...move montanhas se for caso disso, destrói muralhas para alcançar a amada…não é por acaso que ouvimos desde pequeninos as Histórias da Cinderela! Não eram mais do que uma parábola ao amor…
Quando vale a pena e quando acreditamos no amor e na pessoa que está no nosso lado, tudo é possível…
 Mas afinal o que significa amar? Não é aceitar as incompatibilidades? Não é dividir a felicidade assim com a tristeza que se aloja no nosso coração? Não é repartir as amizades? Não é partilhar os momentos de ternura, de sofrimento, de mágoa? Não é ajudar e estar presente sempre que nos é possível?
 
O que é o amor afinal?
Não será olhar nos seus olhos e conseguir ler e decifrar as palavras que vêm do seu coração e dificlmente lhes ouvimos o som? Não será desejar e ser desejado(a) ao tocar-lhe com a mão?
 
Então porque tememos recomeçar? Porque negamos reconstruir? Quem ama sofrerá para sempre…sem amor não existimos! Corremos o riscos de nos tornarmos uns seres vazio...
 
Quem não sofre os seus filhos pelo facto de os amar?
 
Para reflectires!
 
Escrito por Ana Jasmin
 
2 comentários:
De belamaria a 11 de Janeiro de 2008 às 20:49
reflecti bastante!
A ideia de voltar a amar ou não depois de uma dolorosa separação é completamente obscura.
As ideias de que se pode amar e não concretizar desejos ou seguir objectivos é completamente PARVA.
Pode-se seguir os nossos objectivos pessoais, e amar ao mesmo tempo acho que até ajuda a segui-los.
Obrigado Jasmim
De rabat_bat a 11 de Janeiro de 2008 às 23:13
É sempre bom reflectirmos sobre o que já lá vai para podermos caminhar ou através dos mesmos caminhos ou entao mudar de direcção! Mas o amor ... esse subsistirá sempre, sem ele nao somos ninguém.

Não tens que agradecer, partilho apenas o que sinto ...

Eu é que te agradeço por receberes a minha mensagem e a teres compreendido.

Beijinho de A. Jasmin

Comentar post

.Quem sou?

.Junho 2008

Dom
Seg
Ter
Qua
Qui
Sex
Sab
1
2
3
4
5
6
7
8
9
10
11
12
13
14
15
16
17
18
19
20
21
22
23
24
26
27
28
29
30

.Os mais recentes

. A Burka - Lágrimas que co...

. Partilhar em terras árabe...

. Curiosidades - Caganers

. O pior é se um dia acorda...

. Adolescentes de outrora ....

. Como vai ser o Ano 2008?

. Vamos reconstruir...

. Algumas sugestões de link...

. Carta ao Pai Natal...

. Um Natal com muito carinh...

.Prateleira

. Junho 2008

. Janeiro 2008

. Dezembro 2007

. Novembro 2007

. Outubro 2007

. Setembro 2007

. Julho 2007

.tags

. todas as tags

.Os meus preferidos

. Porque partiste?

.links

blogs SAPO

.subscrever feeds